top of page

Chrystian acumulou dívidas com hospital e IPTU, e teve o CPF suspenso na Receita Federal

O cantor Chrystian, que morreu na última quarta-feira, 19, aos 67 anos, deixou dívidas que acumulam cerca de R$ 30 mil e estava com o nome negativado nos serviços de proteção ao crédito.

A maior parte da dívida deixada pelo irmão de Ralf é com IPTU de um imóvel cadastrado na prefeitura municipal de Mairiporã, em São Paulo. Em dois processos movidos pela prefeitura da cidade para cobrar os valores nos anos de 2022 e 2023, as dívidas somam mais de R$ 20 mil.

Além disso, ele deixou uma dívida com um grande hospital da capital paulista. O cantor devia cerca de R$ 9 mil referente a atendimento médico realizado em 2020. Ele também sofreu cinco protestos no cartório de Mairiporã, totalizando R$ 1.508.

Chrystian também estava com o CPF suspenso na Receita Federal. O último ano que ele declarou imposto de renda foi em 2021.

O cantor estava afastado do irmão Ralf e deixou dois filhos, João Paulo e Lia, que são herdeiros diretos dele, e a esposa, Key Vieira, com quem era casado havia 29 anos.


Causa da morte

O Hospital Samaritano Higienópolis, em São Paulo, divulgou que o cantor Chrystian morreu de choque séptico em decorrência de pneumonia agravada por comorbidades. O músico, que fez sucesso como dupla com o irmão Ralf, chegou a ser internado na quarta-feira, 19, após passar mal. A assessoria do artista havia informado que o quadro exigia "repouso imediato e tratamento especializado".

O sertanejo tinha uma condição genética chamada rim policístico e passaria por um transplante de rim em outubro deste ano. A doadora seria sua esposa, Key Vieira, e o procedimento seria por meio de uma laparoscopia.


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page