Buscar
  • Cultura FM

CONAR diz que Pabllo Vittar não quis se defender em restrição de idade para clipe e revolta fãs

O clipe da música "Parabéns (Part. Psirico)", de Pabllo Vittar, recebeu uma restrição de idade no Youtube há alguns dias, o que revoltou a artista e seus fãs. O Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (CONAR) emitiu uma nota oficial dando mais detalhes sobre a decisão.


No texto, foi comunicado o motivo pelo qual o clipe recebeu a restrição de idade. "O caso foi julgado em 5 de dezembro pelo Conselho de Ética. Por unanimidade, deliberou-se pela alteração, para que o videoclipe, por conta da publicidade de bebida alcoólica de alto teor, seja acessível apenas a maiores de idade e que a frase de advertência se torne legível".

Ainda de acordo com o CONAR, a artista não quis se defender legalmente da decisão. "Vinte e dois conselheiros participaram da reunião, na qual a Campari do Brasil apresentou defesa. Pabllo Vittar optou por não se defender, ainda que regularmente comunicado pelo Conar",

Ainda segundo o conselho, a Campari ingressou com recurso na decisão.

A reação dos fãs de Pabllo Vittar para a nota do CONAR foi de revolta. Rapidamente a frase "CONAR HOMOFÓBICO" se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter.

Na ocasião que o clipe recebeu a restrição, Pabllo disse que se tratava de uma "censura seletiva", uma vez que outros artistas também tem clipes com bebidas alcoólicas e não receberam o mesmo tratamento.

O CONAR disse que "talvez não tenha conhecimento de outros clipes" com bebidas e que este tipo de denúncia é incomum.

0 visualização

OUÇA AGORA

android_platform.png
apple-red.png

© 2020 Copyright  Cultura 90 FM. Todos os direitos reservados.

sr arts para sites preto.png
  • White Twitter Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon