top of page

Mulher é presa após agredir a própria mãe e expulsá-la de casa

Uma mulher de 57 anos foi agredida pela própria filha e trancada para fora de casa na cidade de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

A filha, de 35 anos, foi presa em flagrante por violência doméstica, injúria e lesão corporal. A mãe tinha uma medida protetiva contra a suspeita.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima informou que a filha já tinha entrado na casa, no bairro Estância Santa Clara, no período da tarde, e havia sido orientada a sair do local por outra equipe policial.

Porém, ela retornou durante a noite, momento que agrediu e colocou a mãe para fora de casa.

Após a agressão, ainda de acordo com o B.O., a vítima fez contato com o filho pelo celular. Ao tomar conhecimento da situação ele acionou a Polícia Militar que foi até o local dos fatos. Os PMs arrombaram o cadeado e encontraram a filha deitada em um colchão na cozinha.

O caso vai ser investigado pela polícia de São José do Rio Preto.

Golpista de metalúrgica em Valentim Gentil é preso em Catanduva

Um homem foi preso na tarde de quarta-feira (29) em Catanduva (SP) após aplicar golpes de estelionato em uma metalúrgica de Valentim Gentil. Ele foi pego em flagrante com uma carga de metais que havia sido comprada de forma fraudulenta.


Investigações revelam esquema:

A Polícia Civil de Valentim Gentil estava investigando um grupo criminoso que aplicava fraudes na compra e venda de cargas de metal. A metalúrgica local foi vítima dos estelionatários por duas vezes.


O modus operandi era o seguinte:

Os suspeitos compravam as cargas de metais.

Durante a compra, usavam nomes de terceiros e pagavam apenas a primeira parcela.

Negociavam o restante do valor mediante pagamento em boleto emitido para empresas inexistentes ou com nomes usados indevidamente.


Endereços falsos e novas pistas:

As investigações da polícia descobriram que os endereços nas notas fiscais não correspondiam aos reais estabelecimentos.

Na quarta-feira (29), a metalúrgica foi informada de uma nova venda de metais para uma suposta empresa de São José do Rio Preto (SP). O pagamento inicial seria de R$ 14 mil, com o restante quitado via boleto.


Ação rápida da polícia:

Após liberar o caminhão com a carga, o gerente da empresa desconfiou da transação e acionou a polícia. As equipes de investigação conseguiram identificar e acompanhar o caminhão até Catanduva.


Prisão em flagrante e recuperação da carga:

Em Catanduva, a polícia abordou dois suspeitos em uma distribuidora: o motorista do caminhão e o comprador fraudulento. O motorista confessou o crime e foi preso em flagrante por estelionato. A carga, avaliada em R$ 60 mil, foi recuperada e devolvida à metalúrgica.


Situação do comprador:

O comprador, que é de Catanduva, também foi ouvido pela polícia. Ele alegou não saber da prática de estelionato e se disse vítima da situação.


Investigação em andamento:

A Polícia Civil continua investigando o caso para identificar outros envolvidos no esquema criminoso.

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page