Buscar
  • Cultura FM

Mumuzinho é mais feliz, entre as repetições do EP 'Mantra', quando professa a fé na vida

A despeito de já ter feito 36 anos em dezembro de 2019, Mumuzinho é caso incomum de sambista que mantém empatia com o público jovem do Brasil, mais receptivo ao funk pop e às misturas do universo sertanejo.



Mantra – EP lançado pelo artista na sexta-feira, 14 de fevereiro, com seis gravações inéditas – é aposta da gravadora Universal Music nessa empatia popular.


Embora nascido em 1983 no Rio de Janeiro (RJ), cidade em que o samba mais nobre ainda brota nos fundos dos quintais, Márcio da Costa Batista – nome de batismo do cantor e (também) ator – dá voz a repertório mais associado ao pagode romântico que germinou em São Paulo (SP) a partir dos anos 1990.


De estirpe melódica e poética (bem) menos nobre do que a do pagode carioca cantado pela geração projetada na década de 1980 na quadra do bloco Cacique de Ramos, com Arlindo Cruz e Zeca Pagodinho à frente da turma amadrinhada por Beth Carvalho (1946 – 2019), o pagode romântico de raiz paulista ecoa traços das triviais canções de amor sobre diluídas bases de samba.


Quinto título da discografia de Mumuzinho, o EP Mantra atravessa o samba com os clichês musicais e temáticos de pagodes como Deus não erra (Elizeu Henrique, Cleitinho Persona e Rodrigo Oliveira) e Guerra de almofada (Príncipe, Brunno Gabryel e Rodrigo Oliveira).


Ambos versam sobre desarmonias afetivas, assunto também de 32 de fevereiro (Elizeu Henrique, Cleitinho Persona e Lucas Morato), outro pagode trivial do EP produzido por Nélio Junior, habitual colaborador de Mumuzinho.


O disco é mais feliz, em todos os sentidos, quando celebra o encontro afetivo em Oh nosso amor aí (Claudemir, Mario Cleide, Rafael Delgado, Silvio Neto e Rosana Silva) – samba que evoca de longe a alegria de um samba do Fundo de Quintal – e sobretudo quando segue a linha “foco, força e fé” do rapper Projota na música-título Mantra.



Composição de André Renato, Mantra é samba que sobressai no disco ao lado de Oh nosso amor aí, por conta do refrão, e que pode angariar mais alguns sedutores para Mumuzinho. André Renato reaparece como compositor no EP como parceiro de Marquinho Índio em Me convenceu, outro samba de tom feliz, mas menos aliciante, que integra o oscilante repertório do disco Mantra.


Entre as repetições do EP Mantra, Mumuzinho é mais feliz quando professa a fé na vida.

3 visualizações

OUÇA AGORA

Windows_Phone_logo.png
android_platform.png
apple-red.png

© 2020 Copyright  Cultura 90 FM. Todos os direitos reservados.

sr arts para sites preto.png
  • White Twitter Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon